Veja nossas notícias

Noticias

Veja nosso blog

Confira a lista dos apps mais baixados da década

Em uma lista de 10 apps mais baixados entre 2010 e novembro de 2019, o Facebook lidera o 1º lugar do ranking. Ao todo, sete dos dez apps estão ligados ao segmento de comunicação e redes sociais.

A App Annie, consultoria especializada em mercado mobile, divulgou um relatório no dia 16 de dezembro de 2019 dos apps de redes sociais que obteve mais instalações. A procura por esses apps foi mais por celulares com sistema operacional Android e iPhone (iOS).

Fique por dentro

O Facebook foi o aplicativo mais baixado da década na App Store e na Google Play Store. O Messenger, o WhatsApp e o Instagram, todos do mesmo grupo empresarial comandado por Mark Zuckerberg, aparece em segundo, terceiro e quarto lugares, respectivamente.

No relatório não foram divulgados números exatos, mas está considerando apenas as instalações únicas.

10 aplicativos mais baixados

  • 1º Facebook
  • 2° Facebook Messenger
  • 3° WhatsApp
  • 4° Instagram
  • 5º Snapchat
  • 6º Skype
  • 7º TikTok
  • 8º UC Browser
  • 9º YouTube
  • 10º Twitter

Muitos brasileiros devem estranhar o app da 8º posição, o fato é que ele não é tão popular no Brasil, e sim em seu país de origem, na China. O UC Browser, é um um navegador para dispositivos móveis, desenvolvido para a plataforma Java, mas que atualmente está disponível também para as plataformas Android, iPhone (iOS) e Windows Phone.

Outro app de origem chinesa é o TikTok, que ocupa a 7º posição, ele começou a ganhar popularidade somente em 2018 e obteve um rápido crescimento, atingiu recentemente a marca de 1,5 bilhão de downloads no mundo todo. Com o grande sucesso, consegui ficar acima até de outros apps bem famosos, como o Twitter e YouTube.

Ainda segundo a pesquisa, essa década obteve um grande crescimento no mercado de aplicativos móveis, com um aumento de 5% no número de downloads e de 15% nos gastos do consumidor, ano após ano.

Apesar do Facebook, WhatsApp e Instagram, serem os app mais baixados não foram os mais rentáveis da década. Na lista dos app que mais produziram rendimento satisfatório, 60% deles estão relacionados a serviços de streaming, e alguns não tão famosos no Brasil.

10 aplicativos mais rentáveis da década

  • 1º Netflix
  • 2° Tinder
  • 3° Pandora Music
  • 4° Tencent Video
  • 5º LINE
  • 6º IQIYI
  • 7º Spotify
  • 8º YouTube
  • 9º HBO Now
  • 10º Kwai

*Com informações do Techtudo e App Annie.

FONTE: Bagarai

O que esperar do mercado de TI em 2020

Com a Transformação Digital, o mercado de tecnologia é um dos que mais apresenta crescimento e está em constante desenvolvimento, exigindo novos profissionais

Nos últimos meses, a Gartner lançou uma série de previsões para o mercado tecnológico em 2020. O estudo só mostra o que já estamos observando há algum tempo: à medida que a tecnologia traz expectativas variadas, a condição humana vem sendo desafiada, trazendo aprimoramentos, decisões e emoções.

Segundo a consultoria, até 2023, o número de pessoas com deficiência empregadas nas organizações triplicará devido à Inteligência Artificial e às tecnologias emergentes, reduzindo as barreiras de acesso. Ainda de acordo com o estudo, a IA influenciará mais da metade dos anúncios on-line que as pessoas veem. Para 28% dos profissionais de marketing, essa tecnologia, juntamente com o Machine Learning, vai orientar o impacto futuro do setor e 87% das organizações já estão em busca de algum nível de personalização.

As novidades não param por aí. Segundo a IDC, os investimentos do Brasil no setor de tecnologia chegarão a US$48 bilhões. Novas áreas profissionais estarão em alta, a inteligência artificial estará no auge, a tecnologia 5G será testada em nosso país e mais uma série de acontecimentos terá destaque.

Conheça as principais tendências para o mercado de TI em 2020:

Mercado a todo vapor

O mercado está aquecido para os profissionais de TI, principalmente as carreiras ligadas à Inteligência Artificial, que estão surgindo e ficando em evidência. Um estudo da Gartner acredita que serão criados cerca de 2,3 milhões de empregos ligados a IA.

De acordo com os dados do Guia Salarial Robert Half 2020, talentos inseridos no mundo da Metodologia Ágil e que buscam conhecimentos por conta própria serão os mais requisitados para ocuparem os cargos de bussines inteligence (BI), gerente de TI, desenvolvedor, engenheiro de dados, cientista de dados, Chief Technology Office (CTO) e segurança da informação.

Implementação de IA no mundo dos negócios

Até o fim de 2020, uma boa parte das empresas brasileiras vai implementar Inteligência Artificial em seu modelo de negócio. Segundo a nova pesquisa global da IBM sobre a adoção da tecnologia, “Dos obstáculos à escala: a disparada global à IA” (From Roadblock to Scale: The Global Sprint to AI), os projetos com IA estão ganhando espaço nas empresas e nos negócios, à medida que as barreiras à sua adoção vão diminuindo.

Além disso, a IA se tornará parte da interface do usuário, com experiências redefinidas, onde mais de 50% dos toques serão aumentados por visão computacional, fala e linguagem natural. Prepare-se, pois essa tecnologia estará por toda parte, inclusive incorporada em vários lançamentos de aplicativos.

Tecnologia de 5ª geração e a Internet das Coisas

O 5G estará disponível ainda no primeiro semestre no Brasil e deve mudar os paradigmas de conectividade e abrir portas para um futuro totalmente conectado, impulsionando a Internet das Coisas. Isso porque a tecnologia faz a diferenciação dos três tipos de interações – “pessoas com pessoas”, “pessoas com máquinas” e “máquinas com máquinas”. Ou seja, oferece altíssima velocidade e confiabilidade para a conexão de pessoas, de objetos e coisas nos ambientes domésticos, urbanos, industrial, educacional, de saúde, etc., além de impulsionar o mercado. Não faltam expectativas para esse lançamento!

O blockchain muito além da criptomoeda

Apesar de estar associada ao mercado de criptomoedas, essa tecnologia vai muito além e já está revolucionando todos os segmentos. A partir do Blockchain, é possível armazenar digitalmente registros de transações em redes descentralizadas. De acordo com uma pesquisa da Deloitte, 77% dos 1.386 executivos de mais de 10 países indicaram que perderão vantagem competitiva se não adotarem essa tecnologia. Segundo a Gartner, as 10 principais organizações de notícias usarão o Blockchain para rastrear e provar a autenticidade de seu conteúdo publicado para leitores e consumidores. Além disso, até 2025, 50% das pessoas com um smartphone, mas sem uma conta bancária, usarão uma conta de criptomoeda acessível para dispositivos móveis. Ou seja, o impacto será grande por aqui!

* Por Alessandra Montini, diretora do LabData, da FIA

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do Olhar Digital

FONTE: Olhar Digital

Firefox recebe atualização para corrigir brecha grave que permite instalar vírus no computador

Vulnerabilidade estava em componente que processa códigos em páginas web e obrigou navegador a ser atualizado dois dias seguidos.

A Mozilla lançou uma atualização de emergência para o navegador Firefox, eliminando uma falha de segurança que já estaria sendo explorada por hackers em ataques na internet.

O problema, que está localizado em um componente responsável pelo processamento de códigos em páginas de internet, permite que sites instalem vírus no computador das vítimas que acessarem uma página maliciosa.

A falha foi encontrada pela fabricante de antivírus chinesa Qihoo e obrigou a Mozilla a lançar uma atualização para o Firefox 72 apenas um dia depois de a versão ser lançada, na terça-feira passada (7). A versão corrigida é a 72.0.1, disponibilizada na quarta-feira (8).

A Mozilla não deu muitos detalhes sobre a vulnerabilidade. A página que detalha o problema está com restrição de acesso. No entanto, foi a própria organização que informou que “está ciente de ataques reais que abusam desta falha”.

O download deve começar imediatamente quando a janela for aberta. Depois, basta clicar no botão que aparecerá para reiniciar o navegador e concluir o procedimento.

Versão 72 do Firefox

Antes de receber a atualização para eliminar essa brecha, a versão 72 do Firefox já havia trazido algumas melhorias de segurança, graças a um reforço nas proteções contra rastreamento on-line e limitações nos pedidos de notificação.

Como já informado neste blog, a Mozilla conduziu um estudo mostrando que, para cada pedido de notificação que recebia uma interação positiva, 60 eram ignorados ou negados. Levando em conta esses resultados, a organização decidiu ocultar mais notificações a partir da versão 72.

O Firefox 72 tinha seu lançamento programado para dezembro, mas acabou sendo lançado só no dia 7 de janeiro.

FONTE: G1

Xiaomi confirma violação de privacidade com câmera inteligente

Após a descoberta do problema, o Google o acesso da empresa com o Nest Hub.

As câmeras inteligentes da Xiaomi, a Xiaomi Mijia, sofreram com alguns problemas recentemente e que podem colocar a privacidade de pessoas em risco. Assim, alguns usuários relataram ter recebido imagens das câmeras de outras pessoas ao tentar transmitir imagens de suas câmeras para um Google Nest Hub.

Por sua vez, a Xiaomi já reconheceu o problema e fez um post explicando que ocasionou em uma nota enviada ao XDA-Developers, inclusive afirmando que o problema já foi solucionado.

“A Xiaomi sempre priorizou a privacidade e a segurança das informações de nossos usuários. Sabemos que houve um problema ao receber fotos ao conectar o Mi Home Security Camera Basic 1080p no hub do Google Home. Pedimos desculpas pelo inconveniente que isso causou aos nossos usuários.
Desde então, nossa equipe agiu imediatamente para resolver o problema e agora ele já está corrigido. Após investigação, descobrimos que o problema foi causado por uma atualização de cache em 26 de dezembro de 2019, que foi projetada para melhorar a qualidade do streaming da câmera. Isso só aconteceu em condições extremamente raras. Nesse caso, ocorreu durante a integração entre o Mi Home Security Camera Basic 1080p e o Google Home Hub com uma tela de exibição em más condições de rede.
Também descobrimos que 1044 usuários estavam com essas integrações e apenas alguns com condições de rede extremamente ruins podem ter sido afetados. Este problema não deve ocorrer se a câmera estiver vinculada ao aplicativo Mi Home da Xiaomi.
A Xiaomi comunicou e corrigiu esse problema com o Google e também suspendeu o serviço até que ele tivesse uma solução definitiva para garantir que esses problemas não ocorrossem novamente.”

Após os relatos feitos através de usuários pelas redes sociais, o Google afirmou que, enquanto o problema não fosse resolvido por completo, as integrações com aparelhos da Xiaomi e seus dispostivos estariam desativadas.

FONTE: Olhar Digital

Facebook afirma que consegue saber localização de usuários mesmo com função desativada

Em carta a senadores dos EUA, empresa afirma que é possível saber localização com uso de serviços da empresa e através de endereço IP e informações da conexão.

Facebook admitiu que é capaz de saber a localização de seus usuários, mesmo com a função de geolocalização desativada, por razões de segurança mas também com objetivos publicitários.

Segundo a empresa afirmou em documentos enviados a senadores dos Estados Unidos, isso acontece porque as pessoas enviam informações usando os serviços da empresa e por meio de dados atreladas ao endereço IP e à conexão.

Em um dos casos que o Facebook cita nos documentos, a empresa diz que é possível saber uma localização caso um amigo marque o usuário no check-in de um restaurante, por exemplo. A empresa também diz que o endereço de IP fornece uma localização, como “o endereço do remetente em uma carta”.

A carta foi enviada pela rede social em 12 de dezembro aos senadores Chris Coons e Josh Hawley, do Congresso dos EUA. O documento foi divulgado nesta terça-feira (17) no Twitter de uma jornalista do portal The Hill, especializado em política dos EUA.

Hawley retuitou a publicação da jornalista e escreveu: “Facebook admite. Você desliga os serviços de localização e eles ainda rastreiam você para fazer dinheiro”.

“Não há opção de saída. Não há controle sobre sua informação pessoal. Isto são as gigantes de tecnologia. É por este motivo que o Congresso precisa agir”, disse o senador.

O Facebook obtém dados pessoais dos mais de 2 bilhões de usuários frequentes em ao menos uma das plataformas do grupo: Instagram, Messenger, WhatsApp ou Facebook. As informações são utilizadas como a base do modelo de negócios da empresa, que se sustenta com o faturamento em publicidade ultra-segmentada em grande escala.

FONTE: G1

As telas dos celulares vão ficar ainda maiores, diz presidente da Qualcomm

Isso porque a tecnologia 5G vai trazer mais possibilidades de entretenimento aos dispositivos móveis.

Quem já faz tudo no smartphone vai gostar dessa: com a chegada das redes 5G, as telas devem ficar cada vez maiores. É o que prevê Cristiano Amon, presidente global da Qualcomm. Segundo ele, isso deve acontecer porque a tecnologia 5G vai melhorar as possibilidades de entretenimento nos dispositivos móveis.

Essa pode ser uma grande oportunidade para os aparelhos dobráveis, por exemplo. Apesar de eles ainda não terem chegado por aqui, e de os modelos lançados não estarem suficientemente fortalecidos, a expansão do display será um diferencial importante. E, até lá, o conceito vai amadurecer.

Outra previsão feita por Amon está relacionada à conectividade e à adição de novos conceitos, como a realidade aumentada. No Brasil, isso pode ser uma oportunidade importante não apenas para o segmento de comunicação, mas, principalmente, para a modernização da indústria nacional.

Amon é o primeiro presidente global não americano da Qualcomm. Brasileiro, ele é engenheiro elétrico formado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e, desde o início da carreira, atuou na área de telecomunicações.

Chegar à presidência de uma multinacional foi um passo importante na carreira de Amon. Ele ocupa o cargo na Qualcomm desde 2017 e o trabalho desenvolvido nessa posição fizeram-no ir ainda mais longe: Amon acaba de receber o título de Doutor Honoris Causa da Unicamp.

Um doutor honoris causa recebe igual tratamento e os mesmos privilégios daqueles que obtiveram doutorado acadêmico de forma convencional. A homenagem é concedida a profissionais que se destacam e atingem alto nível de reconhecimento profissional. Amon é o primeiro executivo de tecnologia a receber o título na instituição.

O tributo existe na Unicamp há 48 anos e, nesse período, apenas 28 pessoas foram contempladas com ele. A lista inclui nomes como Oscar Niemeyer, Mario Quintana, Dom Paulo Evaristo Arns, Celso Furtado e outros.

A Qualcomm apresenta, na próxima semana, a nova geração de seu processador para dispositivos móveis, o Snapdragon 865. O primeiro aparelho a usá-lo pode ser o Galaxy S11, da Samsung, que chega ao mercado em fevereiro de 2020.

Além disso, a companhia deve anunciar novas soluções para o mercado de 5G. O Olhar Digital vai acompanhar o lançamento e trazer todas as novidades para você nos dias 2, 3 e 4 de dezembro. Fique ligado!
FONTE: Olhar digital

ENTRE EM CONTATO

Estamos animados com o seu contato para mais informações
sobre nossos serviços ou trabalhos.

21 2636-3531 | 21 98929-8198